Uerj passa por nova crise

As aulas na Uerj começaram com uma semana de atraso e no Colégio de Aplicação o início do ano letivo foi adiado por 21 dias em função da falta de professores. Por determinação da Justiça os professores temporários que haviam sido contratados foram impedidos de lecionar. Em nota oficial divulgada no dia 9 de março em seu site, a Uerj apontou a “grave crise fiscal vivida pelo estado do Rio de Janeiro” como culpada pela falta de docentes.

No CAP-UERJ a situação é mais grave, pois 50% dos professores eram temporários e foram impossibilitados de lecionar. A reitoria da Uerj entrou com um pedido de liminar para que os professores temporários fossem admitidos em caráter emergencial. O pedido foi aprovado e uma reunião foi marcada para tentar agilizar essas contratações e, assim, solucionar o problema.

(Com dados da Globonews: http://globotv.globo.com/globo-news/jornal-globo-news/v/uerj-passa-por-nova-crise/4054909/)